Mural SPRGS - SPRGS

Ir para o conteúdo

Contribuições da neuropsicologia na saúde mental

SPRGS
Publicado por em Eventos · 3 Fevereiro 2020
Ponto de encontro
Neuropsicologia e Transtornos Mentais: contribuições da neuropsicologia na saúde mental

Aconteceu no dia 11 de março o Ponto de Encontro "Neuropsicologia e transtornos mentais: contribuições da neuropsicologia na saúde mental", com a psicóloga Katiúscia Gomes Nunes, que coordena o Comitê de Neuropsicologia.

Cada vez mais sugere-se que os transtornos psiquiátricos evoluem a partir de um neurodesenvolvimento atípico. Estudos recentes, baseados em evidências na área de neurociências tem demonstrado um envolvimento importante do córtex pré-frontal no processo de aparecimento dos sintomas comportamentais presentes em grande parte dos transtornos psiquiátricos.
A Neuropsicologia pode ser definida como uma ciência aplicada que visa estudar a repercussão de disfunções cerebrais sobre o comportamento e a cognição, e vem atualmente ganhando importante lugar no estudo das desordens psiquiátricas. Ela enriquece o diagnóstico clínico do psiquiatra e ainda permite correlações entre os resultados obtidos na avaliação neuropsicológica e o quadro clínico do paciente. Nas últimas décadas tem aumentado o uso de modelos neuropsicológicos para o entendimento da doença mental, assim como o uso de testes neuropsicológicos e o estudo de diversos déficits cognitivos em transtornos mentais, como depressão, esquizofrenia, entre outros.
A avaliação neuropsicológica na prática psiquiátrica possibilita: um aprimoramento na classificação diagnóstica do paciente, um prognóstico mais eficaz, estimando o curso da patologia, e o planejamento do tratamento clínico.

Katiúscia Gomes Nunes
Psicóloga – CRP 07/22809. Especialista em Psicoterapia Cognitivo-Comportamental pela IWP. Especialista em Neuropsicologia pela UFRGS. Formação em Reabilitação Neuropsicológica pela HCFMUSP. Mestre em Psiquiatria e Ciências do Comportamento pela UFRGS.





Referências:
  • Mäder, Maria Joana. (1996). Avaliação neuropsicológica: aspectos históricos e situação atual. Psicologia: Ciência e Profissão, 16(3), 12-18. https://dx.doi.org/10.1590/S1414-98931996000300003.
  • Kapzinski, Flávio, Quevedo, João, Izquierdo Iván & Colaboradores. Bases biológicas dos transtornos psiquiátricos: uma abordagem trnaslacional. 3 ed. – Porto Alegre: Artmed, 2011.
  • Malloy-Diniz, Leandro F., Fuentes, Daniel, Mattos, Paulo, Abreu, Neander & colaboradores. Avaliação Neuropsicológica. Porto Alegre: Artmed, 2010.
  • Rozenthal, M; Laks,J e Engelhardt, E. (2004). Aspectos Neuropsicológicos da Depressão – Revista de Psiquiatria, RS, 26(2): 204-212.
  • Adad, Miguel A, Castro, Rodrigo de, & Mattos, Paulo. (2000). Aspectos neuropsicológicos da esquizofrenia. Brazilian Journal of Psychiatry, 22(Suppl. 1), 31-34. https://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462000000500011.
  • Gotuzo Seabra Capovilla, A., & dos Santos Assef, E., & Pinto Cozza, H. (2007). Avaliação neuropsicológica das funções executivas e relação com desatenção e hiperatividade. Avaliação Psicológica,  6 (1), 51-60.
  • Fontenelle, Leonardo. (2001). Aspectos neuropsicológicos do transtorno obsessivo-compulsivo. Brazilian Journal of Psychiatry, 23(Suppl. 2), 27-30. https://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462001000600009.



Sprgs
Rua Felipe Neri, 414 conj 202 Auxiliadora
90440-150 Porto Alegre RS

51. 3331-8586
Whatsapp: 51. 99527.3920

Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul
Voltar para o conteúdo